Componentes do projeto Extrativismo Sustentável

  • 05 de setembro de 2017
  • 18:48
  • 820 acessos
     A Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Estado do Acre –COOPERACRE foi fundada em dezembro de 2001, atualmente congrega 36 pessoas jurídicas que representam mais de 2.400 famílias localizadas nas regionais do Alto Acre, Baixo Acre e Purus. A Cooperacre tem como missão organizar, representar, garantir a sustentabilidade da produção extrativista, agregar valor aos produtos, promover a igualdade social e econômica, respeitar os valores das populações tradicionais e os princípios da preservação da floresta.
     A Cooperativa tem com área de atuação as regionais do Alto Acre formada pelos municípios de Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri, onde inclusive está concentrada a maior produção extrativista do Estado do Acre; regional do Baixo Acre constituída pelos municípios de Acrelândia, Porto Acre, Plácido de Castro, Senador Guiomard, Capixaba, Rio Branco e Bujari; e a regional do Purus que contempla os municípios de Sena Madureira, Manoel Urbano e Santa Rosa do Purus.
     Atualmente, a Cooperativa é uma beneficiaria de um projeto apoiados pelo Fundo Amazônia, no qual o BNDES concede a Cooperacre, por meio do Contrato de Concessão de Colaboração Financeira não Reembolsável nº 14.2.0865.1, no valor de R$ 5.081.703,00 (cinco milhões, oitenta e um mil, setecentos e sessenta e três reais), destinados a contribuir para o fortalecimento das cadeias de castanha-do-brasil e de polpa de fruta, no Estado do Acre, por meio: i) da recuperação de áreas degradadas e/ou alteradas localizadas em pequenas propriedades ou posses rurais familiares; ii) da otimização da logística de armazenamento de castanha-do-brasil e do transporte de frutas; iii) da melhoria do processo de beneficiamento da castanha-do-brasil; iv) da agregação de valor e diversificação dos produtos; v) da melhoria da estratégia de comercialização dos produtos; e vi) da capacitação da rede de filiados. A seguir, serão apresentados os nove componentes do projeto:

1 - Otimização do armazenamento da Castanha – do – Brasil in natura e do transporte e acondicionamento de frutas
2 - Fortalecimento da Certificação Orgânica da Castanha – do – Brasil
3 - Recuperação de áreas degradas e/ou alteradas em colocações de famílias associadas, localizadas nas regionais Alto Acre, Baixo Acre e Purus
4 - Estruturação de Serviços e Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) 
5 - Otimização do processo de Secagem e da geração de energia térmica para a produção de Castanha – do – Brasil 
6 - Desenvolvimento de estudos de mercado
7 - Formação e Capacitação

8 - Comunicação e Marketing  
9 - Gestão do Projeto



  • COMPARTILHE: