A Empresa

Presidente da COOPERACRE, Manoel José, vice presidente Antônio MendezCom a necessidade de comercialização dos produtos da Amazônia oriundos do extrativismo, em dezembro de 2001 foi fundada a Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre (Cooperacre).
 
Localizada em Rio Branco, Cooperacre é hoje responsável pela maior produção de castanha beneficiada do país e com planos de se tornar a maior do mundo. Está presente em 14 municípios acreanos e tem capacidade para produzir mais de 3.000 toneladas de castanha, contando hoje com 2.500 cooperados.
 
A ideia de criar a Cooperacre partiu da palavra união: era necessária a criação de uma central de cooperativas que reunisse todas as cooperativas de extrativistas do estado, para assim garantir a comercialização dos seus produtos.
 
Inicialmente a cooperativa recebeu do governo um galpão na cidade de Rio Branco, local onde eram armazenados os produtos. Mas foi em 2006 que a cooperativa deu seu primeiro salto: com a construção de duas indústrias de beneficiamento de castanha, em Brasiléia e Xapuri, pelo governo do Acre, a Cooperacre começou pela primeira vez, a beneficiar castanha e exportar para outros estados brasileiros.

A cooperativa que tem como carro-chefe a castanha, também trabalha com a borracha, polpa de frutas e mecanização para o reflorestamento, sendo uma das poucas empresas que defendem o desenvolvimento sustentável aliado à preservação da diversidade natural e cultural da Amazônia.
 
O resultado dessa preocupação é visto nas parcerias que a Cooperacre possui: a cooperativa detém, atualmente, contrato com três empresas multinacionais de grande credibilidade do mercado de alimentação e garante a demanda com as três indústrias localizadas nos municípios de Brasileia, Xapuri e Rio Branco.
 
Os produtos da Cooperacre, principalmente a castanha, são certificados como produtos totalmente orgânicos e livres de qualquer tipo de toxina, fator este que garante a credibilidade e a procura das grandes indústrias alimentícias mundiais.
 
Atualmente a Cooperacre possui 30 galpões comunitários para armazenamento, quatro galpões centrais e cinco indústrias para beneficiamento de castanha, polpas de frutas e látex. No Brasil seus produtos são vendidos para mais de 20 Estados, dentre eles São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Bahia e outros.
 
A missão da Cooperacre, que reúne cerca de 25 cooperativas e associações espalhadas em mais de 10 municípios do Estado do Acre, é atender as mais de 1.800 famílias extrativistas nas regionais do Alto Acre, Baixo Acre e Purus.

 
CONHEÇA UM POUCO DA NOSSA ESTRUTURA